super-nova-1-cartazSupernova. A explosão mais potente que ocorre no espaço. Descobri-la é uma raridade, e o seu brilho é superior a 100 bilhões de estrelas da galáxia.
É esta lógica de evento singular que serve de mote à “Super Nova”: ciclo de noites Super Bock com o Maus Hábitos. Explora-se o universo musical emergente para encontrar as novas bandas capazes de ofuscar os palcos de Portugal, juntando-se na mesma sessão valores já afirmados da música nacional.
A primeira noite Super Nova acontece dia 16 de Dezembro, às 22h, e cumpre-se a estrutura delineada para a iniciativa: entrada livre, uma banda cabeça-de-cartaz, duas bandas emergentes e, para dançar até de madrugada, DJsets de alguns dos melhores DJs nacionais.
A abrir a primeira Super Nova, há concerto dos lisboetas Ghost Hunt (22h30) que trazem na bagagem o seu mini-álbum de estreia, lançado a 07/11, e uma sonoridade híbrida onde se aliam guitarras à electrónica. De seguida, espaço para KILLIMANJARO (23h30) que prometem fazer estremecer o palco “como búfalos a galope”. A fechar Black Bombaim (00h30) embaixadores do rock psicadélico instrumental em Portugal. Desde 2009, tornaram-se numa das novas bandas nacionais com maior notoriedade, com várias digressões europeias e colaborações internacionais no currículo.
Os DJsets serão encabeçados por dois dos maiores nomes da electrónica nacional: Xinobi e Rui Maia. Vindo dos X-Wife e mentor dos Mirror People, Rui Maia (02h00) promete aproximar o discosound dos anos 70 aos sons actuais da música de dança. Xinobi (04h00), fundador com Moullinex da Discotexas (maior editora nacional de música electrónica), fechará a noite e mostrará o porquê de já ter comandado pistas de dança pelo mundo inteiro.
As próximas Super Nova, a acontecer em 2017, têm já data marcada: 21 de Janeiro e 17 de Fevereiro. Com line-up ainda por divulgar, é certo que se cumprirá a promessa: o melhor da música portuguesa, num evento que junta a marca nacional com maior ligação ao universo musical a uma das melhores e mais antigas salas de concertos do Porto.

Comentários



Miguel Sousa

Responsável pela agenda Irreversível.

Publicação Anterior

Go with the flow - DJ ODER em entrevista

Proxima Publicação

Confortavelmente dormente...