NOITE BRANCA BRAGA 2016: 48 HORAS DE MÚSICA, ARTE E CULTURA
Concertos, exposições, performances, instalações, programação infantil, animação de rua, actividades nos museus e gastronomia são algumas das propostas da maior noite branca da Europa
13680847_1833973693490705_2302588993049718046_nA cidade de Braga recebe a maior noite branca da Europa dias 2, 3 e 4 de setembro. Durante 48 horas são muitas as atividades de Música, Arte e Cultura que fazem parte da programação que, ano após ano, tem vindo a ser reforçada de forma a despertar a atenção de cada vez mais público e visitantes.
Pelos dois palcos ao ar livre (principal e gnration) vão passar os maiores nomes da música nacional e duas apostas sul-americanas. O Theatro Circo e o gnration vão estar com as portas abertas e com uma programação bastante atraente.
Pelas ruas da cidade, a animação vai ser uma constante. A pensar nas famílias e nos mais novos, foi reforçada a programação infantil que, este ano, terá um espaço próprio. Os museus vão estar abertos fora de horas para que todos os possam visitar. Há ainda uma forte componente digital com instalações nas ruas.
E, no domingo, em jeito de despedida, realiza-se um concerto de sinos das igrejas do centro histórico que conta com a participação de 80 pessoas da comunidade.

MÚSICA
No que diz respeito à música, a aposta em 2 palcos (Palco Principal e Palco gnration) permite cobrir várias tendências e trazer a Braga The Gift, Jorge Palma e Sérgio Godinho, Carminho, Miguel Araújo, HMB, Linda Martini e Branko, entre outros.
Destaca-se ainda a participação dos artistas internacionais Boogarins (Brasil) e Matias Aguayo (Chile), no âmbito de Braga ser a Capital IberoAmericana da Juventude.
Para completar a oferta, a programação no espaço público e nos espaços culturais da cidade conta com um concerto de comunidade no gnration (concerto Outros Cantos) e com as portas abertas do Theatro Circo onde se vai realizar um concerto da Orquestra Sinfónica e várias apresentações de DJ.
O espectáculo de encerramento é um inusitado concerto de sinos das igrejas do centro histórico com a participação de mais de 80 cidadãos.

Comentários



Miguel Sousa

Responsável pela agenda Irreversível.

Publicação Anterior

E agora, depois, que será do antes?

Proxima Publicação

REVERENCE VALADA 2016