Confundir liberdade de expressão com fascismo, racismo e homofobia é grave, aliás devia estar agradecido de ter essa mesma liberdade que foi conquistada no 25 de Abril de 1974 (acabei de provocar urticária crónica no bicho) e permite-lhe também mandar todos para a “real puta que os pariu”, notando-se nitidamente que o seu sangue é azul mas a sua educação é obscura e permite também (é uma porra isto da democracia, eu sei) que lhe chame: FASCISTA, RACISTA e HOMOFÓBICO!!!jb2
Jb3
Mas pelos vistos também se confunde com o significado de outros termos, realço um: ironia…vou a uma fonte fidedigna: i·ro·ni·a
(latim ironia, -ae, do grego eironeía, -as, dissimulação, ignorância)
substantivo feminino
1. [Retórica] Expressão ou gesto que dá a entender, em determinado contexto, o contrário ou algo diferente do que significa.
2. Atitude de quem usa expressões ou gestos que dão a entender o contrário ou algo mais do que aquilo que parecem significar.
3. [Por extensão] Atitude ou dito em relação a algo ou alguém que serve para fazer rir ou é assim entendido. ESCÁRNIO, SARCASMO, TROÇA, ZOMBARIA
4. Acontecimento ou resultado totalmente diferente do que eram as expectativas (ex.: ironia trágica).
Confrontar: erronia.

ironia“, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa , 2008-2013,

O não saber não é grave, grave é errar e pensar que está certo, acontece e aconteceu com muitos, alguns deles até conhecidos, por más razões, mas mesmo assim conhecidos, o senhor conhece certamente, são os seus ídolos, acho que um era Hitler, outro Mussolini e o seu adorado que, estará certamente no seu mini altar privado, o Botas.
A si não lhe basta ser fascista, tem também de parece-lo!!!jb1

Comentários



Miguel Pedro Carvalhais

Publicação Anterior

Cadelas Party People - Edição 2 Versão Beta 1

Proxima Publicação

Opiniões e Sim, basta ser-se qualquer coisa!