RODRIGO LEÃO | NOISERV | THROES + THE SHINE
FIRST BREATH AFTER COMA | HOLY NOTHING
OCTA PUSH | BEST YOUTH

 Estes artistas juntam-se a Marta Ren, The Gift, Dj Ride, Gisela João, Glockenwise, Memória de Peixe, Neev, :papercutz, We Bless This Mess e Sam Alone que intregraram a primeira ronda de anúncios oficiais, perfazendo um total de 17 artistas nacionais confirmados.

Seleccionados pela equipa de programação do Eurosonic Noorderslag a partir de mais de 200 candidaturas de projectos portugueses, este grupo de artistas integra o alinhamento de um dos maiores eventos profissionais de música na Europa que conta com mais de 4.000 profissionais da indústria da música mundial de 11 a 14 de janeiro de 2017.

Esta é a missão que reúne mais esforços por parte da plataforma WHY Portugal, naquele que é considerado o maior festival europeu de showcases de novos talentos da música.

Nas palavras de Nuno Saraiva, representante da plataforma WHY Portugal :”ser contry focus no Eurosonic Nooderslag 2017 é a melhor oportunidade para conectar a nova música que se faz em Portugal e os novos mercados, introduzindo a diversidade de estilos musicais que se fazem agora no nosso país a uma audiência mais internacional” e acrescenta que a organização do WHY Portugal está “entusiasmada por dar a conhecer a nova música portuguesa na Holanda. Há tantos bons artistas hoje em dia em Portugal que é, sem dúvida, um trabalho árduo para a organização do Eurosonic escolher quais os melhores para se apresentarem diante a indústria musical e uma audiência europeia“.

O Eurosonic Nooderslag é um Festival e plataforma de networking musical a nível Europeu, com um currículo que comprova passados sucessos na promoção de novos talentos a nível mundial. Sempre esgotado, o evento atrai todos os anos perto de 4,000 profissionais da indústria, incluindo 400 representantes de festivais internacionais. Todos os anos, o Eurosonic Nooderslag apresenta showcases com mais de 350 actos no total e um plano de conferências que abrangem os mais recentes e maiores desenvolvimentos das indústrias de música, media, produção e de interactividade.

Comentários



Miguel Sousa

Responsável pela agenda Irreversível.

Publicação Anterior

Arnaldo e a Comida do Silêncio | Crónica

Proxima Publicação

Festim da Cadela 0.1