A edição de 2017 do Laurus Nobilis Music Famalicão acontece de 27 a 29 de Julho.

Os finlandeses Amorphis e os portugueses Linda Martini encabeçam um cartaz com 21 bandas, sendo a maioria nacionais, com realce para Heavenwood, Paus, Holocasto Canibal, Grandfathers House, Urban War ou os Killimanjaro, que passaram já este ano pela Irreversível em formato de entrevista. O LNMF 2017 tem ainda como destaques os ingleses Neon Animal e os espanhóis In Verno e Thears in Rain. O fim das noites será preenchido com os dj´s António Freitas (Antena 3), DJ Nattu e All in DJs.
Segundo José Aguiar, elemento da organização, esta terceira edição do festival vai de encontro ao que, desde inicio, a Associação Ecos Culturais do Louro (entidade proprietária da marca Laurus Nobilis em parceria com o Município do V.N.Famalicão) se propôs fazer. Um festival de verão em V.N. Famalicão, de dimensão nacional e internacional, que seja um forte pilar para o principal projecto da Associação Ecos Culturais do Louro; a criação da Casa do Artista Amador, já possuidora do seu próprio espaço físico e prestes a iniciar a sua actividade.

Este ano o certame conta com dois palcos; o Palco Porminho, onde passarão as principais bandas desta edição, e um segundo palco de entrada gratuita dedicado a projectos emergentes -com destaque Irreversível para Stucker e Skinning– e aos dj´s . Durante os 3 dias o evento estará munido por uma praça de restauração, devidamente preparada para almoços e jantares no sector de entrada livre do recinto. Terá também campismo gratuito e várias actividades lúdicas para os festivaleiros.
Os bilhetes para e festival custam entre os 15€ (bilhete diário) e os 25€ (passe geral). Podem ser adquiridos em www.laurusnobilis.pt como também nos locais habituais, ou no próprio dia no recinto.

 

Comentários



Miguel Sousa

Responsável pela agenda Irreversível.

Publicação Anterior

Sons à Margem - "Um Festival nas Margens do Som" | Agenda | Entrevista

Proxima Publicação

É preciso coragem para acabar com a central de negócios em que se transformou o Parlamento