Então, para breve, haverá eleições e lá vamos nós, se quisermos, votar em alguém… Sim, porque temos a opção de não ir e essa opção é a que metade de nós adopta, por que assim poderemos sempre dizer que não votámos “neles”, não votámos por que não quisemos e por que assim instalámos o conforto, irreversível, de não haver votado “neles”.
12033409_10153613231437365_1249172893_nMas, apesar de nós, haverá eleições e, como está claro, alguém (ou melhor, algo) há de vencê-las. Isso é extremamente mau (ou verdadeiramente péssimo) uma vez que não deveria haver vencedores, não há merecedores de qualquer vitória. Já todos provaram de maneira muito clara a sua incapacidade de governar, a situação não presta, mas a oposição ainda presta menos e as infinitas perversões que todos efectuam, a cada novo episódio novelesco, são do pior que pode haver.
12030650_10153613231442365_882695599_n

Temos todos que perceber que nenhum daqueles que se nos apresentam podem ou demonstram poder governar, saber governar ou mesmo governarem-se nesses caminhos tortíssimos da política portuguesa.12048579_10153613237482365_1086867282_nDeixem-se lá de positivismos poéticos de esquerda e maniqueísmos góticos duma direita que se acha, vamos optar por não votar em qualquer um desses que se nos apresentem com uma manga cheia de coringas e uma cabeça vazia… Optemos pela anarquia pós-plutónica e demos-lhes o branco que precisam para ver melhor as cores verdadeiras dos insatisfeitos.
12030862_10153613321332365_2126431622_nProponhamos-nos a tirar da nossa assembleia da república todos aqueles que jamais deviam ter lá estado, Estado soberano, laico e democrático… só que não!

CDS/PP nunca… PSD jamais… PS tampouco…

Comentários



PAR

Sou muitos por cento H2O o que quer dizer que fervo a 100 e congelo a zero... tenho muito para dizer mas só digo quando quero.

Publicação Anterior

Encontros de Imagem - Festival Internacional de Fotografia - XXV Gala

Proxima Publicação

Sofa Surfers em PT