Há abismos de que se cai para cima… Martin Zimmermann é um senhor dono do espaço-picadeiro (altar divino) que convida à diversão em estado puro. Deleitável por que relacionável e divino por que humano.

Hallo! Hallo! Hallo!

E a saudação fica-nos nos ouvidos como sempre ficam os convites sérios para brincar.

Hallo © Augustin Rebetez

Martin Zimmermann é um génio de palco e alma, faz rir e pensar… faz pensar, entre cada gargalhada, que a vida é demasiado pouca para tanta complicação e, então, vai descomplicando e desmontando aparelhos e engenhos enquanto nos desafia e chama por nós para a jaula das feras.

Hallo! Hallo! Hallo!

Um espectáculo geometricamente delicado e abismal. Um corpo que se encaixa em qualquer caixa e faz das juntas as dobradiças de um objecto em eterna e irreversível mutação.

Hallo © Augustin Rebetez

A personagem, que se mascara multiplamente em muitas e tão poucas outras personagens, age como que em elo entre o que anima o corpo e a ânima dos objectos que o entornam e que se deitam sobre ela que é malabarista, equilibrista, mágico, trapezista e domador dos nossos sonhos-circos imaginários ou dos nossos círculos viciosos. É palhaço e mestre de cerimónias de um espectáculo de puro prazer sensitivo.

Parabéns (também) ao CCVF pela excelência da sua programação espectacular!

*foto de capa: Hallo © Augustin Rebetez

Comentários



PAR

Sou muitos por cento H2O o que quer dizer que fervo a 100 e congelo a zero... tenho muito para dizer mas só digo quando quero.

Publicação Anterior

Projeto Amélia - Campanha "24 Horas"

Proxima Publicação

A verdade, sempre a verdade...