“Em trabalho desde 2015, o colectivo adopta o nome de FERE. Em 2016, a convite do TEP – Teatro Experimental do Porto – compõe a banda sonora da peça de teatro “Nunca Mates o Mandarim”, apresentada no Teatro Nacional de S. João, com a particularidade de ter sido executada ao vivo pela banda durante as apresentações da peça. Após o regresso à sala de ensaio, a banda embrenhou-se em sonoridades para a composição do seu 1° álbum.”

*”Os FERE têm uma sonoridade surpreendente! A “bizarria” de serem uma banda com dois baixos, permite-lhes, ao mesmo tempo, manterem um ritmo vertiginoso e mântrico, assim como fazerem-nos descer às profundezas do inferno com o seu som cavernoso, da melhor linhagem da música industrial alemã! Por outro lado as paisagens psicadélicas e atmosféricas que a guitarra solo nos oferece, fazem-nos viajar da Islândia à Amazónia, sem nunca deixarmos de perceber o cheiro da lareira do interior de Portugal e o seu nevoeiro e geada matinal. Os FERE viajam sem pudor pelo melhor Metal dos anos 90, o industrial e progressista da música alemã dos anos 80 e o psicadelismo dos 70’s. As suas narrativas fazem-nos lembrar os poemas de Baudelaire e Walt Withman, por isso não podiam ser mais contemporâneos e políticos!”

*Por Gonçalo Amorim, director artístico do TEP – Teatro Experimental do Porto.

A primeira parte ficará a cargo dos Nyx Kaos e os concertos tem início pelas 22h.

Comentários



Miguel Sousa

Responsável pela agenda Irreversível.

Publicação Anterior

Anti-natura

Proxima Publicação

Laurus Nobilis Music Famalicão - Primeiras bandas para a edição de 2017