Toda a época tem um visual, um estilo musical e uma classificação de geração.

Nos anos 80 eram as carapinhas, repas com poupas, brilhantina, calças justas a mostrar a ferramenta, casacos de napa, pastilha elástica rigorosamente igual a um indivíduo do mundo actual desportivo português, pinos nas casacas de ganga e botas de pistons. A musica era variada. Desde o romantismo a roçar o Oh meu deus, por favor façam qualquer coisa mas matem este gajo, até a uns grandes ídolos e grupos musicais que até hoje perduram neste novo século e nos próximos (a haver). Havia a cassete e rádios na praia. Classificação da geração: o povo dos anos 80.

Nos anos 90 vieram as camisas de flanela, as botas de tropa, ou para os mais pobres as botas de ir ao pitrolio, as calças city jeans, e as sapatilhas todas borradas mas de marca, as All Star. Não lavávamos o cabelo e os cortes eram todos iguais, grandes e certos. Com este acompanhamento veio o chamado grunge, estilo musical em que os Nirvana eram os Reis, os Pearl Jam os sucessores ao trono, os Screaming Trees e os Alice in Chains os súbditos. O vocalista dos Nirvana, Kurt Cobain suicidou-se e todos nós lhe queríamos seguir o exemplo, mas ninguém nos vendeu uma caçadeira. Vieram os cds e a pirataria. Classificação da geração: rasca ou x.

Deu-se a viragem do século e pronto, pensavam que o mundo ia acabar, não há um estilo específico, não há um género de música específica, não há nome para esta geração.

Pessoalmente, não sei a que geração pertenço. Mas sei, pelo menos, que usei laca para segurar a poupinha, que tive cassetes, que tive posters dos Nirvana nos cadernos de escola e dos Radiohead no quarto, que tive sapatilhas All Star e até arrancavam paralelos ao ver as 23:50, que tive camisas de flanela e pertenci a uma geração qualquer.

Comentários



Véronique S.

Tem os braços onde deveria ter as orelhas. Tem o coração onde deveria ter os olhos. Já as entranhas, costuma adormecer a mexer nelas. Qual criança que brinca com os cabelos até o sono à visitar.

Publicação Anterior

Queres tocar para os teus amigos lá em casa?

Proxima Publicação

Eu, matéria negra.