tumblr_mdxpblztcs1rbll7mo1_500Vou-me aprochegar

Tão devagar e sorrateiro

De maneira que só te apercebas

O passar da minha língua

Num contacto húmido e quente

Pela tua pele

No polido contorno do teu maxilar

Num toque suave

Tornear o teu tentador pescoço

Sugar-te as carótidas

Ascender aos lóbulos

O sentir-te sequiosa

A arfar

Pelo teu corpo a tremular

E na noite aprofundarmos

O desejo latente

Culminar os nossos corpos

Pelo labirinto dos lençóis

Para o encontro dum clímax conjunto

Deitados na noite

Faço com as palavras a poesia

Que és tu

E enquanto dormes subo além das nuvens

Para te trazer a lua em quarto crescente

De tudo que nos demos

E ver-te brincar com as estrelas

Comentários



Miguel Pedro Carvalhais

Publicação Anterior

Medo faz 15 anos e já ninguém liga ao adolescente!

Proxima Publicação

D’BANDADA - Entrevista a Henrique Amaro - Há coisas que não são "franchisáveis"