12571001_1114172575267828_62410564_n

Óbvia excepção à regra: Urban War

Bandas nacionais…quais bandas????

Quando o pessoal fala de bandas nacionais, que têm uma banda e querem dar concertos…ou porque já deram e a malta amiga até curtiu imenso e afins…fico sempre sem saber o que responder ou o que pensar…

A grande maioria das bandas de hoje são más em vários aspectos: falta de originalidade nos ritmos, falta de originalidade nas letras, falta de empenho que se repercute nos concertos [falta de ensaios, falta de estudo, etc’s], falta de humildade [nem dois ou três anos têm de existência e já se acham senhores de grande sabedoria musical e, portanto, apenas dão concertos se receberem Xptzetas de euros] e acima de tudo, falta de respeito [ quer com as bandas mais “velhas”, quer com as casas, quer com os promotores que eles tanto bajulam por ajuda para marcar concertos ].

O extenso espectro de bandas da actualidade deixa imenso a desejar enquanto bandas… não têm personalidade em palco, não puxam pelo público de todo [alguns porque acham que fica mal], não possuem carácter nem presença, e digo isto desde o vocalista até ao baixista, baterista, trompetista, acordeonista, e todos os outros músicos.

12527603_1109820132369739_1120335985_n

Óbvia excepção à regra: Diabolical Mental State

Quer seja pela atitude arrogante perante os promotores e donos de casas, que se transforma em falta de personalidade em palco e de respeito para com o público, estas bandas necessitam de aprender a trabalhar a sério, isto claro, se querem ir a algum lado. Já vi mais bandas a terminarem em menos de cinco anos do que as que de facto duram ainda ao fim de dez anos.
Não sabem distinguir a falta e o excesso, isto é, tão depressa exageram na divulgação de um concerto porque vão actuar com X banda, como de repente, nada fazem quando vão actuar com Z banda [porque são mais “fracos”]. São praticamente inimigos deles mesmos e nem têm noção disso. O que se torna cada vez mais nítido e ainda mais ridículo. Não se apoiam entre si na divulgação, na parte de montagem técnica em palco, não se misturam com o público para ajudar a fazer a festa das outras bandas em concerto…enfim…acabam por se matar uns aos outros como de facto o Homem sempre o fez…primitivo e sem consciência das envolvências nas comunidades…egoístas e arrogantes sem discernimento.

Até o simples aprender a acarinhar o público através de “mimos” nas redes sociais [coisa que muito raramente acontece]… desaparecem sem dizer nada a ninguém, só porque sim, e depois de um ano ou mais de ausência, aparecem com novo álbum e esperam que o publico do ano anterior fique em pulgas por causa do novo álbum e apareça tudo em “barda” em todos os concertos… Hello!!!!! Vocês não são os AC/DC ou o Bryan Adams!!!
Se não mantêm a vossa dedicação ao público como fazem supostamente na vossa música, não esperem milagres depois.

12575909_1114172681934484_2060070928_n

Óbvia excepção à regra: Quinteto Explosivo

Bem, dito tudo isto, e sem querer menosprezar rigorosamente as excepções óbvias à regra, fica na minha mente o “sonho” de que talvez um dia as bandas se respeitem mais, se ajudem mutuamente e que aprendam a usar a música como forma de união de públicos e bandas em sintonia perfeita para grandes festas, com a humildade e respeito sempre, com todos os intervenientes envolventes.

*foto de capa Diabolical Mental State
*fotos gentilmente cedidas por Goth’n’rock Productions – Autor das fotos: Rafael Cordeiro

Comentários



Maria Cardoso

Maria Cardoso M. - nascida há mais de 3 decadas, dedicou-se à produção e programação de eventos dos mais variados estilos e ligou-se à música desde pequena. Sem manias de grandezas (what so ever), é licenciada em Gestão de Património e tem pós-graduação em Gestão Artística e Cultural. Sonha com um mundo minimamente em condições e que os que andam por aí a lutar de forma séria e justa, tenham o reconhecimento merecido. No que respeita à música, tem horizontes bem alargados, mas meticulosamente picuinhas...é a vida.

Publicação Anterior

14ª Edição do Sons de Vez

Proxima Publicação

Bizarra Locomotiva + Plus Ultra @ Hard Club