É atroz a indiferença e é atroz a ausência e é atroz a falta de respeito…

É simplesmente inaceitável que se gaste tanto dinheiro em cimeiras políticas e económicas e que se permita que tantos morram à fome porque seus pais não foram educados, de maneira correta, para evitar o nascimento de mais crianças…
12398417_10153768571777365_1476480034_oPor isso, e muito mais, este ano, de forma irreversível, não vou desejar feliz natal a ninguém, não seria correto e, pior ainda, iria contra todos os meus princípios.

Desejo a todos a capacidade de pensar, saúde para lutar e olhos para ver o que se passa de errado à sua volta, afinal é com os nossos impostos e votos que se cometem os erros administrativos do planeta.
12386524_10153768571757365_476788823_nDesejo a todos que encontrem a paz e a serenidade necessários para se manterem humanos e dignos de tal denominação, desejo que a ideias sejam o tijolo da arquitectura social e não a pedra atirada a esmo contra as janelas do edifício cultural.

Assim, eu sigo o meu caminho, eu sou uma mulher japonesa negra, homossexual e judia que reside num bairro de lata dos arredores de Berlim.
12387957_10153768571772365_2124581214_nNão, Não desejo a ninguém Feliz Natal Nenhum!

Feliz Natal Nenhum!

Natal Nenhum!

Comentários



PAR

Sou muitos por cento H2O o que quer dizer que fervo a 100 e congelo a zero... tenho muito para dizer mas só digo quando quero.

Publicação Anterior

Prémio Irreversível 2015 - Votação

Proxima Publicação

Mécanosphère @ Cave 45 - Porto